A importância do magnésio no organismo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on email
Share on print

O magnésio está presente em cada uma de nossas trilhões de células e é necessário para mais de 600 processos enzimáticos diferentes, o que torna tão vital para o bem-estar. Eu poderia literalmente dar uma lista de 99 razões pelas quais você precisa de magnésio.

Combate à inflamação: Isso é absolutamente necessário e o magnésio tem sido bem estudado por seus efeitos anti-inflamatórios no corpo. Na verdade, é considerado um mineral antienvelhecimento porque reduz a inflamação e o estresse oxidativo (2 marcadores de cada doença associada ao envelhecimento).

O magnésio ativa o sistema nervoso parassimpático (descanso e digestão), o que acalma e permite um sono de boa qualidade.

blank

Este nutriente também estimula a produção de melatonina (hormônio do sono) e foi descoberto que seu relógio biológico e status de magnésio estão ligados, o que significa que ter níveis suficientes liberará os hormônios certos na hora certa do dia.

RESISTÊNCIA À INSULINA– O magnésio tem uma relação especial com a resistência à insulina. A pesquisa mostrou que os receptores de insulina dependem do magnésio para funcionar adequadamente e responder à insulina.

ATIVA A VITAMINA D – Sem magnésio a vitamina D não é realmente útil.O magnésio é necessário para ajudar no metabolismo e ativação da vitamina D para que possa ser usado pelo corpo.

SUPORTE DE HORMÔNIOS SAUDÁVEIS – O magnésio ajuda na fabricação de hormônios esteroides que incluem progesterona, estrogênio e testosterona. Também ajuda a normalizar a ação da progesterona no sistema nervoso central, considerando-a útil na TPM, enxaquecas e menopausa.

REGULA O CORTISOL – O magnésio ajuda a acalmar o sistema nervoso e reduz a produção de cortisol. Quando o eixo hipotálamo pituitária-adrenal (HPA) funciona bem, seus outros hormônios também funcionam bem.

Dra: Anny Melo. Nutricionista

CRN 5616 AM. Formada pela Uninorte/ AM.
Pós-Graduada em nutrição clínica e terapia nutricional – Ganep/ SP; Pós-Graduada em prescrição de fitoterápicos e suplementos clínico e esportivos – Estácio/ SP; Pós-Graduada em nutrição pediátrica com ênfase em materno infantil Estácio/SP; Pós-Graduada em Docência – Nilton Lins/ AM.
Mestranda em nutrição e dietética – Funiber; Membro da Ambo – Associação médica brasileira de prática ortomolecular.
Também professora do curso de pós-graduação em nutrição funcional da Estácio e Fametro com as disciplinas de distúrbios no trato gastrointestinal com ênfase no tratamento dietoterápico, nutrição materno infantil, nutrição geriátrica, dietoterapia 2 e 3, interação droga e nutriente e nutrição e estética.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on email
Share on print