Telemedicina previne populações tradicionais e indígenas contra a covid-19 no Amazonas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on email
Share on print

Mais de R$ 1,5 milhão em recursos foram destinados às ONGs com atuação no Amazonas para o atendimento a comunidades remotas na Amazônia por meio de polos de telessaúde, fortalecimento dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e segurança alimentar, via doações de cestas básicas, produtos de higiene e limpeza e de EPI, a partir de janeiro de 2021. A doação foi realizada pela JBS, por meio do programa  “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o mundo com solidariedade”, em parceria com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), que desenvolve a “Aliança COVID Amazonas”.

 

O projeto beneficiará seis comunidades de difícil acesso no Amazonas: Comunidade São Raimundo da Reserva Extrativista (Resex) Médio Juruá, no município de Carauari; Comunidade Nova Esperança da Resex Baixo Jutaí, no município de Jutaí; Comunidade Marauaá da Resex Auati-Paranã, no município de Fonte Boa; Comunidade Curimatá de Baixo da Resex Capanã Grande, no município de Manicoré; Comunidade Ponto do Campo da Resex CapAnã Grande, no município de Manicoré; Comunidade São Sebastião da Flona Tefé, no município de Tefé. “A telessaúde implementada nas áreas remotas ameniza o sofrimento das populações, evita deslocamentos desnecessários e ainda contribui para o trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde. A parceria também viabilizará a capacitação técnica e instrumentos de trabalho para os ACS como macas, oxímetros, termômetros, entre outros. Além disso, estão previstas ações que beneficiam as comunidades onde esses profissionais residem”, disse o coordenador do Programa de Saúde na Floresta da FAS, Luiz Castro.

 

Doações

 

As doações no Amazonas integram um esforço nacional da JBS de combate à Covid-19. Ao todo, a empresa vai doar R$ 400 milhões para mais de 290 cidades, beneficiando 77 milhões de pessoas no país. Além da FAS, as ONGs Aldeia Infantil SOS (aldeiasinfantis.org.br), Transforma Brasil (transformabrasil.com.br), Ação Social para a Igualdade das Diferenças (asidbrasil.org.br/br ), Kanindé (kaninde.org.br) e Extensão Amazônia (facebook.com/ONG-Extens%C3%A3o-Amaz%C3%B4nia-414881948721350/), que mantêm atuação no estado, também receberam doações. Entre as ações realizadas pelas instituições estão a distribuição de alimentos, cestas básicas, cartões alimentação e itens de higiene, doação de EPIs (equipamentos de proteção individual) hospitalares e recursos de infraestrutura para apoiar as ações desenvolvidas por cada uma das organizações no estado.

 

Todos os projetos foram escolhidos pelo Comitê Social do programa, que avaliou a capilaridade dos projetos e o impacto que o auxílio trará para as populações e comunidades mais necessitadas neste momento de pandemia. “A doação da JBS é um apoio importante para aqueles que necessitam de ajuda imediata para lidar com as adversidades diárias, agravadas pela situação que estamos vivendo”, aponta Antonio Batista da Silva Junior, presidente-executivo da Fundação Dom Cabral (FDC), membro do Comitê social do projeto.

 

Além de Silva Júnior, o Comitê é formado por profissionais com grande experiência em gestão social como Carla Duprat, diretora-executiva do Instituto InterCement; Carola Matarazzo, diretora-executiva do Movimento Bem Maior; Celso Athayde, fundador da Central Única das Favelas (Cufa), e Francisco Azevedo, diretor-executivo da Kairos Inteligência Social. O trabalho é coordenado por Joanita Karoleski, ex-presidente da Seara, coordenadora do projeto.

 

Para mais informações sobre o Programa Fazer o Bem Faz Bem acesse www.jbs.com.br/fazerobemfazbem

 

Sobre a JBS

 

A JBS é uma das líderes globais da indústria de alimentos e conta com uma plataforma global de produção diversificada por geografia e por tipos de proteína. A Companhia conta com mais de 240 mil colaboradores, em unidades de produção ou escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros – no Brasil são mais de 140 mil colaboradores, sendo a empresa uma das maiores empregadoras privadas do país.

 

No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Friboi, Moy Park, Pilgrim’s Pride, Primo, Seara, Swift, Gold’n Plump, entre outras. São mais de 275 mil clientes atendidos em todo o mundo, de 190 nacionalidades. Com foco em inovação, essa diretriz se reflete também na gestão de negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem, embalagens metálicas e transportes.

 

 

A Companhia conduz suas operações com foco na alta qualidade e na segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade em toda sua cadeia de valor. Por meio do uso de imagens de satélite, mapas georreferenciados e dados públicos oficiais, a JBS monitora seus fornecedores de forma permanente. As melhores práticas de Bem-Estar Animal guardam estreita relação com o sucesso das operações da JBS, que trata o tema com extremo rigor e tem investido cada vez mais no aprimoramento de ações que sigam as melhores práticas de mercado.

 

 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on email
Share on print